Apesar de remeter a momentos felizes, a palavra mudança também pode ser sinônimo de muito estresse para os tutores e, principalmente, para os pets.

Os cães e gatos são criaturas muito ligadas a hábitos. Ao se acostumarem com um local, entendem que aquele espaço é o “seu território”, o que torna a mudança de residência, por exemplo, em um momento de muitas adaptações e estranhamento.

Durante a transição, é possível perceber que alguns bichos de estimação acabam se comportando de maneira diferente. Latidos em excesso, xixi no lugar errado, mordidas e arranhadura de móveis são alguns dos problemas que podem surgir durante a adaptação ao novo lar.

Essas atitudes ocorrem simplesmente porque o animal tem mais dificuldades do que nós, humanos, em se adaptar a novos locais. Dessa forma, cabe a você, dono, preparar o seu pet para mais uma empreitada!

Abaixo, reunimos algumas dicas que ajudarão:

1. Mantenha a rotina

É importante manter a rotina, mesmo uns dias antes da mudança. Continue com os passeios no mesmo horário, para que ele tenha o seu momento de lazer e relaxamento. Não mude o banheiro e o local de alimentação, nem mesmo os horários.

No dia da mudança, mantenha o animal longe da bagunça e da agitação, de preferência, em algum lugar que ele já esteja familiarizado, como, por exemplo, a casa de amigos ou parentes, ou até mesmo em creches ou hotéis para pets, que o seu bichinho já tenha frequentado.

2. Adaptação

Durante os primeiros dias na casa nova, analise o comportamento do pet e veja como ele está lidando com o ambiente. Se possível, realize a mudança em uma sexta-feira, para que no fim de semana ele tenha mais atenção e, consequentemente, mais momentos de adaptação.

Reserve um tempo como  seu bichinho para brincar nos diferentes cômodos da casa e evite mudar as coisas de lugar constantemente: mantenha o banheiro dele em apenas um local de fácil acesso. A alimentação deve ser oferecida nos horários de sempre e, nesse início, não mude a ração, pois isso pode causar mais estresse no animal.

3. Truques

Uma das coisas que os pets mais gostam é de sentir o cheiro dos donos. Isso os conforta, os deixa mais relaxados e torna a fase de adaptação muito mais fácil.

Mantenha os objetos com os quais o seu pet está acostumado pela casa, como brinquedos favoritos e sua caminha.

Depois, é só ficar de olho e ter certeza de que o seu bichinho está confortável e se adaptando bem à mudança.

Caso tenha alguma dificuldade, é interessante procurar a ajuda de um profissional de comportamento, para que ele possa ajudar o seu pet a passar por essa fase com mais tranquilidade.

Boa sorte!

Font: caocidadao.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here