O perfil do investidor estrangeiro está bem diferente do que antes, essa característica é perceptível baseado no peso do investimento imobiliário em Portugal que subiu gloriosamente 82%. A mudança radical no perfil desses investidores mudou drasticamente quando comparada a anos antes de 2014, isso porque antigamente a data para investimentos imobiliários era dividia em partes iguais entre os investidores nacionais e estrangeiros.

Atualmente além dos investidores europeus, empreendedores de origem asiática, americana e africana também estão de olho nas terras portuguesas. Os Family offices estão se tornado cada vez mais relevantes em Portugal, além de residências, hotéis, equipamentos de ensino, saúde e ativos industriais também estão sendo requisitados na hora da aplicação.

Segundo dados da APEMIP – Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária em Portugal – o país está apresentando grandes motivos para atrair investidores, um grande exemplo disso são os números de que mais de 80% das casas portuguesas foram vendidas em menos de seis meses e com mais da metade das transações realizadas sendo de até 175.000 euros.

 

Fonte: Jornal Econômico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here