A escolha do imóvel próprio é sempre um passo importante. Assim como a escolha do terreno que vai abrigar o novo lar. O financiamento do terrenos com a construção de imóvel do zero, possibilita que o projeto atenda às reais necessidades da família, sem a necessidade de futuras ampliações ou reformas. Por isso, preparamos algumas dicas para você acertar em todas as etapas do processo e não ter complicações na hora de financiar o seu terreno.

 

Posso usar o FGTS para financiar um terreno?

financiamento de terrenos

O uso do FGTS é o meio mais comum para aquisição de imóvel no Brasil. Para o financiamento do terreno também é possível utilizar o FGTS como forma de pagamento das mensalidades. O financiamento feito pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH) tem como garantia a alienação fiduciária. As taxas de juros são a partir de 5% ao ano e a prestação não pode ser maior que 30% da renda familiar bruta.

 

Passo a passo para aquisição do seu terreno

Com a Carta de Crédito SBPE (Caixa Econômica Federal) é possível financiar terrenos a partir de R$ 200 mil e o valor mínimo de financiamento é de R$ 100 mil, o equivalente a 50% do preço. O prazo para pagar é de 18 anos ou 216 meses. As parcelas não poderão ultrapassar o limite de 30% da renda familiar.

Para imóveis com valor inferior a R$ 200 mil, existe outra modalidade de financiamento, que é o Crédito Imóvel Próprio. Nesta opção o pagamento pode ser feito em até 240 meses e o valor contratado é depositado em conta corrente aberta na Caixa. Os percentuais de financiamento variam de acordo com o tipo de imóvel: residencial, comercial, rural ou terreno.

Uma terceira opção é para quem além do terreno quer financiar a construção. O cliente precisa ter o projeto arquitetônico – desenvolvido por um arquiteto ou engenheiro – para elaboração de um cronograma da obra, que servirá para o acompanhamento e liberação das próximas fases. Assim, o valor do financiamento é liberado de acordo com a evolução das etapas da obra descritas no cronograma já aprovado.

Confira abaixo um passo a passo para realizar o financiamento de terrenos:

Financiamento de terrenos

Primeiro passo
Entre no site da Caixa Econômica Federal e acesse o Simulador Habitacional. Este é o primeiro passo para organizar a documentação necessária e ter uma ideia do valor que vai precisar.

Segundo passo
Ter a documentação abaixo em ordem:

  • Comprador (Pessoa Física) – Documento oficial de identificação e comprovante de renda,
  • Uso do FGTS – última declaração do Imposto de Renda e recibo de entrega à Receita Federal,
  • Imóvel – Certidão Atualizada de Inteiro teor da Matrícula,
  • Vendedor (Pessoa Física) – Documento oficial de identificação e comprovante de estado civil,
  • Vendedor (Pessoa Jurídica) – Representante Legal: Documento oficial de identificação Empresa Ltda ou Firma Individual:
  • Documento de constituição e alterações devidamente registradas e Certidão Simplificada da Junta Comercial

S/A: Estatuto Social e Ata de Eleição da última Diretoria publicada no Diário Oficial.

Financiamento de terrenos
Terceiro passo
Além da documentação para comprar o imóvel, o comprador precisará atender alguns requisitos importantes que ajudarão a evitar atrasos e despesas desnecessárias ao longo do processo:

  • Ser brasileiro nato ou naturalizado;
  • Se estrangeiro, possuir visto permanente no País;
  • Cadastro sem restrições. São exemplos de cadastros consultados: Serasa, SPC, BACEN e Receita Federal;
  • Capacidade econômico-financeira para pagamento da prestação mensal;
  • Capacidade civil e ser maior de 18 anos. Caso o proponente tenha entre 16 e 18 anos incompletos, deverá comprovar a emancipação por meio de certidão de casamento, formação em curso superior, exercício efetivo em emprego público, possuir estabelecimento civil ou comercial oriundo de economia própria ou outra forma prevista na lei.
  • Fazer a opção de apólice de seguro para contratar dois tipos de seguros: MIP (Morte e Invalidez Permanente) e DFI (Danos Físicos do Imóvel), indispensáveis para que o financiamento seja aprovado.

Quarto passo
Análise de crédito – verificação e aprovação do cadastro -, a CAIXA determina o valor a ser financiado levando em consideração a capacidade de pagamento das prestações dos cientes que irão compor a renda. Por isso é importante que todos os envolvidos estejam sem restrições no nome.

Após aprovação da documentação, o próximo passo é iniciar a construção do novo lar, do jeitinho que foi planejado pela família. A opção de financiamento do terreno é uma possibilidade para quem tem tempo de esperar pelo término da obra. Por isso, esse passo precisa ser bem planejado para que o orçamento proposto atenda todos os compromissos financeiros assumidos para o período.

Ficou mais fácil financiar seu terreno com todas as dicas acima, não é mesmo? Agora não se esqueça de deixar o seu comentário e contar como foi a busca ou compra do terreno ideal. Além disso, conte com a Apolar para realizar seu sonho e conheça os terrenos e imóveis que temos à venda clicando aqui.   

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here