Dados recentes levantados pela Associação de Sindicatos da Construção Civil de SC (Asic-SC), relevam que a receita de vendas em Santa Catarina já soma  R$ 144 milhões no primeiro semestre, esse aumento deve acompanhar a projeção de crescimento nacional de 3,3%, esses números positivos quando inseridos no cenário atual de reestruturamento pós-crise, são ótimos indícios para investir em imóveis do estado de SC.

Apesar da liberação de alvarás para edificação de moradias unifamiliar e multifamiliar ter caído, houve aumento de 2,3%, na liberação de construções comerciais. Independe de alguns números negativos, a confiança dos empresários está sendo reconstruída, o setor imobiliário está retomando aos trilhos, e os valores reduzidos e taxas de juros estão auxiliando nesse lento processo.

Entre as principais cidades litorâneas de Santa Catarina, o maior índice de valorização de imóveis se encontra em Itajaí, com 5,53%; com valores próximos, Itapema e Balneário Camboriú, aparecem com valorização de 4,91% e 4,28%. O cenário ainda está delicado, porém estes dados fornecidos pela análise do Secovi, ajudam a perceber que um cenário mais próspero está por vir.

Falando em cidade litorâneas, a análise para esse setor é mais diferenciada, por se tratar de um local que abrange diferentes públicos, as quedas na política de financiamento habitacional não impactam tão fortemente como no resto do Estado, pois nessa região as construtoras que trabalham em conjunto com instituições bancárias e bancos privados, assumem o papel do financiamento, e após a entrega do projeto elas vendem os recebíveis.

Fonte: NSC – Diário Catarinense.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here